NO TEMPO DA INOCENCIA….

 

NO TEMPO DA INOCENCIA....

Um dia .. .Um dia… Um dia…..

Um dia eu fui a pessoa mais feliz do mundo e tinha pouco ou quase nada, e era tudo que me bastava pra ser feliz…. Eu era criança, e foram muitos dias felizes, sem preocupações, sem contas a pagar, trabalhos a fazer, pessoas que magoram… brigas? tinha de vez em quando com meus amigos, mais sabe como são as crianças né? Logo estavamos juntos novamente brincando, correndo, se sujando, se empurrando, se abraçando, colocando apelidos um no outro…

Um dia eu fiz uma coisa errada, eu quebrei dois copos da minha mãe e me cortei bem na mão, ainda tenho a cicatriz, ela está aqui e me faz lembrar da minha infancia que a muito ficou pra traz…sabe o que aconteceu? Eu só ouvi alguns conselhos, minha mãe lavou minha mão, fez um curativo e colocou daquele mertiolate que tinha a pazinha, que ardia bastante…. depois eu esqueci de tudo isto e fui brincar, fazer coisas de criança….

Certa vez eu lembro de estar brincando em um descampado longe da minha casa, não tão longe pra que eu me perdesse, mais longe o bastante pra deixar minha mãe preocupada caso eu demorasse, e eu estava sozinho neste dia, e começçou a chover, sabe o que aconteceu? eu tomei um belo e refrescante banho de chuva, que até hoje eu ainda sinto aqueles pingos de chuva em minha cabeça, descendo pelos meus olhos e entrando pelos cantos da minha boca, lembro de ter colocado as sandálias nos meus braços, eram aquelas sandalias raider que cobriam a parte de cima do pé…. cheguei em casa todo molhado, correndo, minha mãe brigou comigo, disse que eu estava querendo adoecer atoa, e me prometeu uma surra caso eu fizesse isto novamente….

E eu sempre lembro dos meus amigos do colégio, a gente brincava, estudava, jogava papel uns nos outros, colocava apelidos … a gente cresceu juntos, a maioria de nós, estudavamos alguns na mesma sala ano após ano, iamos crescendo dentro da sala de aula e fora dela também, a maioria juntos .. .mais sempre tinham alunos novos, alunas, e toda vez que iamos começar um novo ano, viamos os amigos e perguntavamos em um tom de brincadeira, mas ao mesmo tempo, de alegria: – voce de novo comigo? rsrsrrsrsrs … sentavamos junto dos amigos de sempre, e iaos nos entrosando com os novatos ….

enfim, um dia eu fiz tudo isso e muito mais .. ..assisti power rangers, cavaleiros do zodíaco, pesquei em brejos, lagos, rios, johuei pedra em passarinho, briquei de bola pipa e bate lata . .. .Andando de bicileta, correndo em poça de lama, fazendo batrquinho de papel, namorando com as menininhas rsrsrrsrsrs…

Hoje eu não posso mais tomar banho de chuva por que não tenho tempo e se fizesse isso, meu senso de adulto logo me diria que as pessoas estariam achando que sou ou fiquei maluco, e morreria de vergonha….

Hoje, eu não posso tomar banho no rio por que ele morreu com o lixo da cidade que cresceu sem que eu me desce conta…

Hoje eu já não vejo mais aqueles meus amigos que via sempre na escola, nos inicios de ano e durante o ano todo, pois crescemos, ficamos adultos e cada um foi viver sua vida, fazer coisas de adulto, e e nem mesmo sei onde estão, como estão ou o que fazem .. .

Se eu brigar com alguem hoje em dia, esta pessoa pode correr, pegar uma arma e me matar, matar quem estiver comigo, que pode ser meu filho ou minha mulher . …

enfim, do que mais sinto saudade é do tempo da inocencia .. .era tão inocente, que viva a acreditar que ser adulto era o maior barato por que podia fazer o que quisesse e ir pra onde quisesse, e assim eu desejava ser … na verdade eu cresci, fiquei adulto, e me sinto preso numa vida vazia, sem graça, normal ….

E vejo ainda como as crianças de hoje em dia estão crescendo num mundo preso e silencioso, onde suas maiores diversões são um computador, um video game, um celular com um milhão de jogos, e suas conversas e brincadeiras com amigos são virtuais, de dentro do seu quarto, de onde quer que estejam … estão crescendo e se tornando presas num mundo tecnologico que as estão transformando em pessoas cegas por uma ilusão de felicidade que as escraviza e deixa elas vulneráveis… adoraria que elas tivessem experiencias como as que eu e as pessoas da minha época tiveram….

POR Adriano Uriel S dos Santos

Sobre adrianouriel

A camada sob a superfície com a chuva rala sob a superfície plana...
Esse post foi publicado em 2012 NOS HORIZONTES QUE CIRCUNDAM. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s