A SAUDADE É SÓ MÁGOA POR TER SIDO FEITO TANTO ESTRAGO

A SAUDADE É SÓ MÁGOA POR TER SIDO FEITO TANTO ESTRAGO

Paixão, um estado de submissão ao outro na qual você sempre volta querendo mais e quando se dá conta, ve – se escravo desse desejo incontrolável…

Um belo dia a fonte seca, e você se vê como um mebro desgarrado do que lhe sustenta. Ve – se perdido, ve – se em fase de decadencia…

E um sentimento que eu não quero nunca mais ter em minha vida,
prefiro ficar só, pois a solidão é bem mais minha, bem mais fria, bem mais particular, mata – me por dentro corroi as feridas como a ferrugem faz ao metal, mais ela ainda posso controlar, esconder, deixar sob a superfície…

A paixão não, ela é como um fogo, faz você cometer loucuras, faz você perder seus próprios principios em prol de um desejo que é maior que você…
Foge das paixões, elas são incontroláveis…

O amor, esse acontece vagaroso e manso e lhe traz a paz que você nunca teve em sua vida antes,

quando se ama é como sair de uma água turva, de correnteza, água tempestuosa  e lentamente entrar num mar de calmaria, num lago profundo de calmaria e paz.

Mas cuidado, lagos são calmos mais suas águas costumam ser escuras e profundas…

(A saudade é só mágoa po ter sido feito tanto estrago – Renato Russo)

Sobre adrianouriel

A camada sob a superfície com a chuva rala sob a superfície plana...
Esse post foi publicado em 2012 NOS HORIZONTES QUE CIRCUNDAM, URIEL JUNHO e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s