DOCE ILUSÃO: Uma Reflexão Sobre A Educação

DOCE ILUSÃO: Uma Reflexão Sobre A Educação

Quando falamos em educação estamos nos referindo a que tipo de educação?

Uma educação que prepara as pessoas para saberem ler, escrever, somar, diminuir, dividir, multiplicar… Ou estamos falando em uma educação em que as pessoas saibam argumentar, serem críticos do seu próprio meio social e mais que observadores passivos, sejam atores ativos em busca de um futuro melhor? Bom. E se tivermos uma educação melhor ainda, que una o bom leitor, o bom escritor, o bom matemático, químico, físico, cientista… A sair do seu meio de atuação específico e ampliar sua visão, e buscar melhorias para a sociedade?

A palavra educação refere-se a educar. Educar é formar bons cidadãos preparados para comandarem uma sociedade da qual fazem parte, quer seja no seu bairro, na sua associação, na cidade, no estado ou mesmo no país.

Mas infelizmente o que tenho visto no meu país, no Brasil, desde que eu “me entendo por gente” é o DESCASO com a educação. Os ‘profissionais’ que deveriam lutar para melhorar o país, na maior parte das vezes, estão envolvidos em atos que não só denigrem a sua imagem pessoal e profissional, como também denigrem a imagem do nosso país. E o problema vem de cima pra baixo. Ou seria de baixo pra cima? Ou um é conseqüência do outro? Ou seja, quem tem mais culpa por a educação no nosso país está à beira da falência, são os governantes que não se importam? São os professores, diretores, conselheiros, atores da parte educacional que muitas vezes não cobram os governantes por medo de perder seus empregos? Ou é a população que se omite em cobrar melhorias, pois prefere ficar no comodismo de seu lar com sua novela, seu futebol… Etc.?

O problema do Brasil não é um problema educacional sério. É GRAVE. E não se resolve somente colocando mais dinheiro no ministério da educação. É uma ilusão pensar que somente isso vai resolver o problema no Brasil. Sinto-lhes informar que o problema da educação no nosso país É CRÔNICO.
Recebemos esse tipo de educação da mesma forma que recebemos a escravidão, a servidão, o descaso no nosso país vem desde a sua fundação, pois nossa nação nasceu para servir. Para ser colônia e produzir matéria-prima para a Europa, para dar de graça o ouro de nossas terras, as madeiras de nossas florestas, as almas de nosso povo em prol do bem estar de pessoas que nunca pisaram o pé em nosso país. E o que ganhamos em troca foram alguns séculos de total alienação da população, descendentes de pobres de outras partes do mundo, descendentes de ladrões, mendigos, presos de outros países que foram soltos em nosso país, e total controle sobre esse povo que formou essa nação sobre a tutela de generais, coronéis, vice-reis, e algumas poucas famílias que herdaram e repassaram de gerações em gerações o controle do Brasil e a idéia de que a melhor forma de governar é controlar o povo, alienar suas idéias com futilidades diárias como telenovelas, musicas com letras pobres que retratam, espelham, a sociedade banalizada, vulgar, alienada e alheia a assuntos que interessam diretamente seu futuro e o futuro daqueles que virão após. Essas famílias, no início receberam as chamadas capitanias hereditárias, hoje, existem ainda essas famílias comandando o Brasil. São os ACM da Bahia, os Sarney do Maranhão, os Collor e outros mais. E a maioria da população vem sofrendo e isso não é novidade, com a falta de comprometimento tanto da parte de cima, os governantes, como da parte de baixo, a população, a que deveria estar mais interessada. É o cenário perfeito para um país rico em dinheiro, rico em recursos naturais e pobre em cultura, falido em tecnologia, com um amontoado de gente preparada desde cedo para mostrar o corpo em capas de revista, ou chutar uma bola e tentar ganhar dinheiro com isso, porém um país decadente em cientistas, médicos, arquitetos, engenheiros, etc. Mas todos têm que votar. Neste país democrático, não votar é um crime passível de ter seus documentos inutilizados, não poder comprar a crédito, não poder sair do país, etc. Mas a educação segue a todo vapor como sempre foi, arcaica, pobre, ineficaz. E a população não sabe e não quer lutar por melhorias. Espero que algum dia essa situação mude e possamos ter algo melhor pra comemorar, invés de esperar um gol da seleção.

Adriano Uriel S dos Santos.

Sobre adrianouriel

A camada sob a superfície com a chuva rala sob a superfície plana...
Esse post foi publicado em 2013 O SOL DO AMANHÃ e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para DOCE ILUSÃO: Uma Reflexão Sobre A Educação

  1. Pingback: DOCE ILUSÃO: Uma Reflexão Sobre A Educação | MINHA JANELA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s