Arquivo da tag: tempo

Palco (Stage)

Tudo é agora, e depois é nada. Sonhos, vitórias, derrotas, vergonha, sorriso, dor, tristeza, felicidade, carro, casa, empresa, eu e você e as flores. Tudo é agora, e depois nada O túmulo sepulta e o tempo apaga A vida é … Continuar lendo

Publicado em 2015 - A Brave New World | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Desenrolo

Faz muito tempo que os sonhos perderam o sentido, a maioria das pessoas apenas existem por existir. Elas estão ocupadas demais pra observar a beleza da vida, e quando se dão conta, a vida passou e elas ficaram. ficaram mais … Continuar lendo

Publicado em OUTUBRO | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Estações

Estações Por: Adriano Uriel S dos Santos. Vai chegando o outono na minha vida, cada dia que passa sinto mais forte o cheiro das folhas apodrecendo misturadas a terra e molhadas pela chuva rala. Ao mesmo tempo, o perfume das … Continuar lendo

Publicado em 2012 NOS HORIZONTES QUE CIRCUNDAM | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O SENTIDO DA VIDA: A PARABOLA DO PASSAGEIRO

O SENTIDO DA VIDA: A PARABOLA DO PASSAGEIRO

O tempo passa rápido demais quando olho pra frente e vejo o que me espero logo na esquina do tempo e está muito distante tudo que deixei pra trás. Existe uma certa altura na vida da gente em que temos que decidir o que queremos ser pelo resto da vida. Cara, eu odeio isso. Traçar planos, metas… nunca foi meu forte, prefiro viver um dia de cada vez, a cada dia o seu próprio mal… Não posso reclamar da vida, há dias bons e há dias ruins, mais são todos inconstantes, nunca sei quando vai ser o dia bom e o dia ruim, a unica certeza que eu tenho é que vivi mais um dia… Mais um dia antes que chegue o dia em que meu nome desaparecerá da história do tempo, e as lembranças sobre mim desaparecerão junto com todos aqueles que me conhecem e se forem antes e depois de mim… Vida, um quadro imóvel da eternidade móvel. A vida da gente é como olhar pela janela do trem em movimento, há o momento em que entramos no trem, após entrarmos nos sentamos e olhamos as coisas lá fora, imóveis e móveis, mais passamos por elas (ou elas passam por nós) até que chega o momento em que o trem para e descemos na estação. As vezes descemos antes da nossa parada, imprevistos acontecem… A unica diferença entre viver e olhar a paisagem pela janela do trem é que, no trem, se conhece o horário de entrar e o horário de descer, e conhece – se as paradas, a vida pelo contrário, é feita de imprevistos e mistérios, e todos os dias são como uma sombra misteriosa e invisível que faz com que os todos os homens sintam a igual certeza de que este dia pode ser o ultimo ou não… Viver é jogar roleta – russa com o tempo, de tanto acertar dias de vida um dia acertamos o dia da morte. E este dia é inevitável, a unica certeza que temos!

Voltando a parábola do trem, podemos apenas nos sentar e observar a paisagem enquanto o trem está a nos levar ou podemos interagir com os outros passageiros, ir a outros vagões, fazer coisas diferentes de apenas sentar e observar… Isto ´serve pra ilustrar a vida, onde muitos se sentam e observam enquanto a vida os leva dia após dia para a morte sem que eles nada tenham feito de relevante.

Na verdade duas são as certezas que temos: A de que um dia nossa jornada chega ao fim para todos nós e a de que todo homem, mulher, criança velho, mau, bom, de qualquer que seja, todos dormem, e ao dormir, todos voltam a ser iguais, apenas crianças sonhando!

Continuar lendo

Publicado em 2012 NOS HORIZONTES QUE CIRCUNDAM, AGOSTO | Marcado com , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

OLHA SÓ A GENTE AQUI OUTRA VEZ…

OLHA SÓ A GENTE AQUI OUTRA VEZ...

Mais já vou falando logo que ainda te quero,
se for questão de tempo… Olha eu espero!

Continuar lendo

Publicado em 2012 NOS HORIZONTES QUE CIRCUNDAM | Marcado com , , , | 2 Comentários